Categoria: Sem categoria

O amor, em suas mais diversas formas de tessitura e sentimento, protagoniza o livro de estreia do cearense Diego Gregório. A obra retoma o corpo enquanto espaço para trilhas, fôlegos e tentáculos. Um dos poemas que mais me chamou a atenção na obra traz um pouco das redes atiradas ao mar para seduzir ou atiçar […]

Leia mais

Resenhado pelos escritores Yndiara Macedo e Nestor Lampros – As palavras, na literatura de Éder Rodrigues, fazem com que o leitor se torne participante daquilo que as palavras desgastadas querem e clamam: que as façam vivas, novamente. O seu Museu das Coisas Efêmeras comporta-se como uma amálgama de um registro fiel ao que ele, seu […]

Leia mais

A força poética de Ryana Gabech não pode ser desvencilhada da potência performática com que tem atravessado o país para divulgar sua poesia. A fluência natural que a torrente de suas palavras alcança é originária dessa encruzilhada de forças, de nascentes, de águas. Água de concha pode ser lido como um convite para adentrarmos introspecções, […]

Leia mais

A tarefa de apresentar um escritor e sua obra geralmente se torna um trabalho de mapeamento do que o circunda, dos reflexos que surgem na escrita e do percurso que o leva para o ensejo de gestar um livro e partilhá-lo com o leitor. O nome de José Ronaldo Siqueira na literatura contemporânea brasileira não […]

Leia mais

“Rastro do Peixe A água que move sem qualquer memória” Este rastro é apenas uma das capturas que a escritora Maria Beatriz Freire celebra com esta obra. Com este livro de estreia, a autora nos apresenta um breviário de caminhos possíveis cujo ofício em torno da palavra se torna a essência da busca, dos atalhos […]

Leia mais

Resenhado por Éder Rodrigues Já faz um bom tempo que a escrita de Henriette Effenberger chama a atenção não apenas pela literariedade impressa na sua prosa vigorosa como também pela forma com que conduz o seu ofício de escritora. Premiada em vários certames, presença inesquecível em feiras e festivais literários, a bragantina tem a sutileza […]

Leia mais

Resenha de Vivian de Moraes – Livro “O Infindável Museu das Coisas Efêmeras” Sabe aquele bolinho de chuva cujo gosto você ainda sente após tantos anos distante de sua infância? Não foi sua mãe quem fez o bolinho, foi o tempo. O gosto foi mudando, você nem foi percebendo. Não somos donos de nada, nem […]

Leia mais

*Resenhado por prof. Dr. Láercio Nora Bacelar – Prezadas leitoras e leitores: Convido-lhes a visitar um Museu que é não sendo. Não se trata de um edifício físico, de linhas góticas, barrocas, clássicas, ecléticas ou modernas, com várias seções ou salas, dentro das quais estão expostas coleções de Obras de Arte; tampouco se trata de […]

Leia mais